Ressonância de Corpo Total: o papel no paciente diabético

Um recente estudo da revista Radiology mostrou que a ressonância de corpo total (exame que faz o estudo de todos os vasos do corpo, sem radiação) pode identificar o risco de infartos e derrames em pacientes com diabetes.

O estudo mostrou que nos pacientes identificados pela ressonância com alguma alteração vascular no coração, cérebro ou vasos periféricos, tiveram 35% de chance de ter um evento adverso cardiovascular em 6 anos versus 0% no grupo sem doença identificável pelo exame.

Os autores concluem que o exame de ressonância magnética em diabéticos pode antecipar futuros eventos e encontrar pacientes com maior risco cardiovascular  neste grupo de pacientes.

Fonte: Bamberg F et al. Radiology 2013

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>